Publicado Por :

TRATAVE

Saiba mais sobre o projeto Life Fitting

Saiba mais sobre o projeto Life Fitting 4443 1553 TRATAVE

Saiba mais sobre o projeto Life Fitting

Descarregue o folheto informativo e saiba mais sobre o projeto de investigação LIFE FITTING – DEMONSTRATION OF AN INNOVATIVE PLAN-DO TOOLBOX FOR A SAFER, RESOURCE EFFICIENT AND FIT-FOR-PURPOSE WASTEWATER TREATMENT (“DEMONSTRAÇÃO DE UM CONJUNTO INOVADOR DE FERRAMENTAS PLAN-DO PARA UM TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS MAIS SEGURO, EFICIENTE EM TERMOS DE RECURSOS E ADEQUADO À SUA FINALIDADE”). O projeto é liderado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) em parceria com a TRATAVE e a Universidade Católica Portuguesa (UCP), e tem uma duração de dois anos.


> Descarregue o folheto informativo, aqui

TRATAVE participa em Projeto de Investigação

TRATAVE participa em Projeto de Investigação 1551 1032 TRATAVE

TRATAVE participa em Projeto de Investigação

Em julho de 2023 terá início o projeto de investigação LIFE FITTING – DEMONSTRATION OF AN INNOVATIVE PLAN-DO TOOLBOX FOR A SAFER, RESOURCE EFFICIENT AND FIT-FOR-PURPOSE WASTEWATER TREATMENT (“DEMONSTRAÇÃO DE UM CONJUNTO INOVADOR DE FERRAMENTAS PLAN-DO PARA UM TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS MAIS SEGURO, EFICIENTE EM TERMOS DE RECURSOS E ADEQUADO À SUA FINALIDADE”). O projeto é liderado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e da parceria fazem parte a TRATAVE e a Universidade Católica Portuguesa (UCP).


> Leia a notícia completa, aqui


> Saiba mais sobre o projeto Life Fitting, aqui

Monitorização inteligente deteta descargas no Ave

Monitorização inteligente deteta descargas no Ave 1366 544 TRATAVE

Monitorização inteligente deteta descargas no Ave

Sistema de sensores mede caudal do rio e das caixas de saneamento em tempo real. Já alertou para 22 ligações que foram desviadas para baixar a fatura do tratamento de efluentes.

A Tratave, empresa responsável pelo Sistema Integrado de Despoluição do Vale do Ave (SIDVA), desenvolveu um sistema inteligente de monitorização em tempo real do caudal do rio e dos efluentes que são transportados nas condutas de saneamento em alta dos concelhos de Guimarães, Vizela, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Trofa.

> Leia a notícia completa no Jornal de Notícias

Machado, Delfim. Monitorização inteligente deteta descargas no Ave, in Jornal de Notícias, 2020/06/29
@ Foto Miguel Pereira/Global Imagens

Grupo de golfinhos na foz do rio Ave

Grupo de golfinhos na foz do rio Ave 1366 544 TRATAVE

Grupo de golfinhos na foz do rio Ave

Diz quem viu que eram nove. Estiveram ali, no rio, junto à foz do Ave, em Vila do Conde, cerca de meia hora. O grupo de golfinhos foi visto por pescadores e pelos muitos que, aproveitando o domingo, desfrutavam da praia ou de um passeio à beira-rio.

O fenómeno não é comum na zona. O capitão do porto de Vila do Conde, José Marques Coelho, diz que é “um bom sinal”.

> Leia a notícia completa no Jornal de Notícias

Publicado por Lurdes Adriano em Domingo, 28 de junho de 2020

Marques, Ana Trocado. Grupo de golfinhos na foz do rio Ave, in Jornal de Notícias, 2020/06/28
@ Foto/Vídeo Lurdes Adriano/Facebook

Mais bandeira azul

Mais bandeira azul 1366 905 TRATAVE

Mais bandeira azul

360 praias portuguesas vão poder içar a bandeira azul na época balnear 2020, iniciada no primeiro dia deste mês.

Entre elas estão as praias de Vila do Conde, Mindelo e, pela primeira vez, a de Árvore, praias muito influenciadas pela água do rio Ave, por estarem localizadas junto à foz do rio Ave, em Vila do Conde.

Esta realidade ambiental muito importante tem um significado muito especial para a Tratave, dado que sem o Sistema Integrado de Despoluição do Vale do Ave (SIDVA) não era possível.

O rio Ave no passado

O rio Ave no passado 1366 544 TRATAVE

O rio Ave no passado

Lembra-se ou tem curiosidade em saber como era o rio Ave em 1985? Assista a este ilustrativo documentário do Arquivo RTP.

Assista a este excelente documentário de 1985 que nos mostra não só a beleza desta região minhota, como o estado lastimável em que o rio Ave se encontrava nesta época, enfrentando graves problemas de poluição, e que são, hoje em dia, apenas uma lembrança do passado.
O trabalho diário da TRATAVE tornou possível a recuperação do rio Ave, devolvendo a vida às águas através do regresso da fauna e flora autóctones, e das comuidades que agora usufruem do rio e das suas margens requalificadas.


> Documentário Rio Ave, arquivo RTP

Serenidade e compromisso

Serenidade e compromisso 537 357 TRATAVE

Serenidade e compromisso

Um choque com a realidade: SARS-COV2, o novo coronavírus responsável pela pandemia COVID-19, e o novo dia-a-dia vivido na TRATAVE, na garantia do funcionamento ininterrupto de uma atividade considerada essencial.

Um choque com a realidade podia muito bem ser o título deste texto que nos atira para o dia-a-dia: o vírus SARS-COV2, o novo coronavírus responsável pela pandemia COVID-19, continua a dominar a atualidade em todo o mundo, levando a que as autoridades de saúde não parem de lançar medidas e alertas. E, um pouco por todo o lado, os governos vão-se dedicando quase em exclusivo à tentativa de encontrar medidas de combate a esta pandemia com efeitos devastadores na saúde e na economia.

Quando se fala em pandemia não temos dúvidas de que na linha da frente estão os trabalhador do setor da saúde, e a TRATAVE também abre a janela para aplaudir estes profissionais, no entanto não podemos esquecer que quando estamos em casa fechados e carregamos num autoclismo, tomamos um duche, lavamos roupa e loiça, etc… a água segue para algum lugar, e que do outro lado da linha, em total anonimato estão os colaboradores da TRATAVE a prestar um serviço essencial para a nossa comunidade, o saneamento básico, serviço essencial para a saúde humana, e que também não pode parar.

Assim, na TRATAVE, e desde a primeira hora de alerta para esta nova realidade sanitária, o dia-a-dia passou a balizar-se pelas preocupações com a COVID-19, ou melhor, com o cumprimento de todas as indicações para ajudar a travar o crescimento deste problema grave de saúde pública. Criando o seu plano de contingência, capaz de responder à epidemia, minimizando os riscos de segurança para os seus colaboradores e implementando medidas que garantam o funcionamento ininterrupto, de uma atividade considerada essencial.

Sempre que possível a TRATAVE ajustou o trabalho dos colaboradores ao teletrabalho, e reduziu o contato com clientes. Aos colaboradores que operam as diversas infraestruturas pertencentes ao SIDVA foi restringido o contacto individual ao mínimo de colegas e foram introduzidas práticas de desinfeção de higienização mais apertadas, nomeadamente em espaços e equipamentos manuseados por mais do que um elemento, como computadores, ratos e teclados, mesas de apoio, balneários, espaços de refeição, etc…

Cumprimento de todas as regras

O governo sabendo da importância do funcionamento deste tipo de serviços, publicou o Despacho n.o 3547-A/2020, onde regulamenta a declaração do estado de emergência e assegura o funcionamento das cadeias de abastecimento de bens e dos serviços essenciais e as condições em que estes devem operar. Neste despacho são definidas as atividades que as entidades gestoras devem garantir para assegurar a continuidade do serviço, entre elas salientam-se: a exploração dos sistemas de recolha, drenagem e tratamento de águas residuais, garantindo o cumprimento dos parâmetros e valores limite de emissão à saída das ETAR; a operação, manutenção e reparação de avarias; amostragem e análises; funcionamento dos sistemas de controlo; funcionamento da logística e compras; e encaminhamento correto das lamas e resíduos.

O que se transmite nesta edição do TRATAVENOTÍCIAS, junto dos utilizadores do Sistema Integrado de Despoluição do Vale do Ave (SIDVA) é uma mensagem de esperança e segurança. De esperança porque acreditamos que seremos capazes de ultrapassar este momento mau no nosso dia-a-dia, e de segurança porque estamos certos dos esforços que estamos a desenvolver para manter o serviço em funcionamento pleno.

Afirmação da qualidade do rio Ave

Afirmação da qualidade do rio Ave 1366 544 TRATAVE

Serenidade e compromisso

As notícias de avistamento de lontras no rio Ave ou nos seus afluentes são um sinal claro e evidente de que o trabalho desenvolvido com o Sistema Integrado de Despoluição do Vale do Ave, de que a TRATAVE é responsável, vem dando os seus frutos.

Aliás, importa vincar as palavras proferidas pelo responsável pela direção da ARH Norte, da Agência Portuguesa do Ambiente, Pimenta Machado (Correio do Minho, 15.03.16): “o sistema integrado de despoluição do Ave que está em curso já permitiu recuperar imenso a qualidade da água”.

Destacamos uma situação recente: no início do mês de abril último, quando um cidadão a viver no concelho de Santo Tirso contatou diferentes entidades locais e regionais para dar conta do “avistamento de uma lontra na zona de descarga da ETAR da Rabada”, uma situação que, segundo aquele cidadão, “deixa os tirsenses otimistas no que respeita ao trabalho, controlo, monitorização e fiscalização que tem vindo a ser executado”.

Refira-se que nesta comunicaçã se agradece o facto de se conseguir “ver este tipo de animal mamífero em águas que há uma ou duas décadas atrás seria impensável avistar, dada a contaminação, principalmente de origem têxtil neste leito do rio”.